Menu

Jardim

Concentrações De Nitrogênio, Fósforo E Potássio Em Plantas De Tomate

Muitos consideram o rei do tomate da horta. Se há um horticultor que se orgulha e gosta de se mostrar, é o tomate. A jardinagem de tomates bem-sucedida requer alguma atenção aos detalhes, mas recompensa você com frutas frescas e saborosas durante todo o verão. Chefe entre os detalhes para um bom tomate...

Concentrações De Nitrogênio, Fósforo E Potássio Em Plantas De Tomate


Neste Artigo:

Uma boa seleção de fertilizantes é fundamental para uma colheita abundante de tomate.

Uma boa seleção de fertilizantes é fundamental para uma colheita abundante de tomate.

Muitos consideram o rei do tomate da horta. Se há um horticultor que se orgulha e gosta de se mostrar, é o tomate. A jardinagem de tomates bem-sucedida requer alguma atenção aos detalhes, mas recompensa você com frutas frescas e saborosas durante todo o verão. Entre os detalhes para uma boa cultura de tomate está a atenção especial à fertilização, que inclui a escolha do fertilizante com a relação N-P-K correta.

N-P-K

Sempre presente na palestra de horticultura é a relação N-P-K. N-P-K representa os três macronutrientes que formam a base da nutrição das plantas: nitrogênio, fósforo e potássio. Estes são os elementos encontrados na maior abundância na maioria dos fertilizantes, daí a rotulagem N-P-K nos produtos. Outros elementos - os micronutrientes - também são essenciais para a saúde das plantas, mas as plantas precisam delas em quantidades menores. Esses micronutrientes incluem cobre, manganês, ferro e magnésio.

Função

O nitrogênio é essencial para o crescimento das plantas verdes e permite que as plantas produzam alimentos a partir da luz solar através da fotossíntese. O fósforo ajuda a planta nos primeiros estágios de desenvolvimento e facilita o processo de reprodução reprodutiva. O potássio aumenta o vigor da planta e a resistência à doença e ao estresse. Importante para o tomate, o potássio também aumenta a cor e o sabor dos frutos.

Nutrição de Tomate

Tomates são geralmente alimentadores pesados, exigindo solo rico em matéria orgânica e nutrientes. Tomates plantados em solos minimamente férteis devem ser regularmente fertilizados para manter seus níveis de N-P-K consistentes. O excesso de nitrogênio produz rápido crescimento verde, mas inibe a frutificação. Tendo isso em mente, escolha um fertilizante com baixo nível de nitrogênio e mais alto em fósforo e potássio. Exemplos de razs N-P-K adequadas para tomates incluem 8-32-16 e 6-24-24.

Otimizando Benefícios

Aumente os benefícios do N-P-K com rega regular, que produz tomates grandes, saborosos e sem rachas. Sol pleno é essencial para uma colheita abundante. Se suas plantas de tomate são altas, certifique-se de plantá-las longe o suficiente para que elas não se sombreiem umas às outras. Os fertilizantes orgânicos liberam nutrientes por um longo período de tempo e resultam em crescimento consistente a partir da rega menos frequente. Evite fertilizantes sintéticos com amônia neles; estes podem queimar raízes de tomate tenras.


Guia De Vídeo: O Papel do Potássio no Fruto do Tomate.

O Artigo Foi Útil? Diga A Seus Amigos!

Leia Mais:

Adicionar Um Comentário